Patmos, Grécia



Patmos (Πάτμος)
Por Rejane M.
 
Mundialmente conhecida como Ilha sagrada (assim designada pelo Parlamento Grego em 1981) e declarada Patrimônio Mundial da UNESCO em 1999, esta ilha vulcânica que é dividida em duas partes unidas por um istmo que faz parte do Dodecaneso, ou seja, está localizada na extremidade leste do mar Egeu, a 50 km da costa da Turquia, com uma área de aproximadamente 35 km². Foi colonizada pelos gregos dóricos e jônicos, pertenceu ao império Romano, caiu em mãos dos venezianos, depois dos turcos, voltando ao domínio italiano até 1948 quando voltou a ser controlada pela Grécia.


 
Segundo a mitologia grega, nos tempos antigos a ilha de Patmos estava no fundo do mar e só era visível quando Selene, deusa da Lua brilhava sobre as águas. Selene ia com frequência ao Monte Latmos onde seu amante morava, mas ele vivia dormindo, pois Zeus havia lhe concedido o privilégio de não envelhecer enquanto dormisse. Artemis (irmã de Apolo e filha de Zeus) tinha um de seus santuários lá, por isso elas viviam conversando. Um dia Artemis viu a ilha submersa de Patmose se apaixonou, desejando a para si, e pediu auxilio a Apolo (seu irmão) para trazê-la à tona; infelizmente ele não conseguiu e foi pedir para que seu pai, Zeus os auxiliasse. Este pediu autorização de seu irmão Posseidon (deus do mar) que a concedeu, e então Patmos emergiu das profundezas do mar.


Skala a principal cidade da ilha, em uma baia protegida é onde está localizado o porto, com pequenas casas caiadas de branco coladas umas nas outras, espalhadas por estreitas e históricas ruas (para proteger os habitantes dos ataques piratas), que se intercalam com restaurantes, cafés, lojas e tradicionais padarias.
Citada no livro do Apocalipse (Livro das Revelações) no Novo Testamento da Bíblia, esta pequena ilha era o local para onde eram enviados os exilados cristãos perseguidos pelo império romano, foi nela que João Evangelista em 95 /96 D.C estava quando escreveu o livro do Apocalipse.
Apocalipse 1:9: "Eu João, vosso irmão e companheiro na tribulação, no reino e na paciência em Jesus, estive na ilha que se chama Pátmos, por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho de Jesus”.

............................................................................................................................................................. 
O que ver e fazer
 
Monastério de São João (Hagios Ioannis Theologos)
Patrimônio da Humanidade da UNESCO desde 1999 o Mosteiro ortodoxo do período bizantino fica no topo de uma colina (acesso por uma estrada cheia de curvas), foi construído no século 11 em homenagem a São João Evangelista. Sua construção com pedras cinzentas tem aspectos de um castelo medieval com muros de mais de 15 metros de altura.

 
Veja mais: Monastério de São João
............................................................................................................................................................. 
Gruta Sagrada do Apocalipse/ Caverna do Apocalipse
Situada no meio do caminho entre Skala e Chora.  É Patrimônio da Humanidade da UNESCO desde 1999. A gruta está dentro de uma igreja, e está igreja está dentro de uma construção bem protegida e toda murada.


Veja mais: Monastério de São João
............................................................................................................................................................. 
Praias
Patmos também possui praias com belezas naturais. A praia arenosa nos arredores de Skala é bastante disputada porque a maioria das praias é pedregosa. Meloí é uma praia pedregosa.  O principal balneário da ilha é Grigos, localizado numa baia a leste de Chora. 


 
Na costa sudoeste, Psili Ammos, considerada a melhor praia ilha, pois possui areia fina e ausência de pedras. Acredita-se que João esteve nessa praia quando teve uma visão do apocalipse, pois está é a única praia com areia fina: Apocalipse 13:1 “E eu  pus-me sobre a areia do mar, e vi subir do mar uma besta que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as suas cabeças um nome de blasfêmia. “. No norte encontramos Kámpos, Vagia Geranou e Livádi e Lampi muito ventosa, mas com impressionantes seixos coloridos.

 

Outras atrações e curiosidades

- Acropoli de Kastelli -Ruínas de uma muralha helenística próxima a Skala.

- Pedra esculpida de 2 a 3 a.D fornece informações sobre o culto da deusa Artemis  e de sua  sacerdotisa Vera, inclusive citando sacrifícios que eram oferecidos a deusa , e que o local do templo seria o local em que está atualmente o Monastério de João.
....................................................................................................................................................................
Sobre a Autora
Rejane M.  é gaúcha de nascimento e fez do viajar sua opção: pelo universo das palavras, pelas folhas de um livro, pelas páginas da internet e pelo mundo real. E foi numa dessas viagens/voos/giros que conheceu a Camila, e juntas agora no Tudo para Viajar podem todos os países desbravar. 
Contato: rejane@tudoparaviajar.com

Leia também:
O que fazer em Atenas
Kusadasi


Poderá também gostar de:
Füssen
Füssen  DestaquesHohes SchlossMosteiro barroco de São MangCasas medievais triangularesVista privilegiada dos Alpes suíç
Bósnia e Herzegovina
BlagajUm dos cartões postais da Bósnia e Herzegovina a apenas 12 km de Mostar.Cataratas de KraviceUm dos tesouros escondidos da Europa.&
Arredores de Cardiff
Conheça os arredores de Cardifff, seus castelos, ruínas e tesouros.
Pocitelj
Conheça essa bela cidade medieval que é Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Busca

Tradutor

Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Spanish