Sewell

alt

Sewell, a cidade das escadas
 
Que as geladas montanhas da Cordilheiras dos Andes guardam riquezas não é novidade, já que o Chile abriga um patrimônio da humanidade, Sewell, a cidade das escadas.
A mais de 2 mil metros de altura está localizada uma cidade em meio a Cordilheira dos Andes que serviu de principal acampamento de El Teniente, a maior mina subterrânea de cobre do mundo.
Esse patrimônio da humanidade chamado Sewell – ou “síuél”, como pronuncia os sewellinos, não fica longe da capital chilena, a cidade mais próxima é Rancagua que está a cerca de 90 quilômetros de Santiago, depois são mais 21 quilômetros de estrada e uma subida de mais de dois mil metros pela cordilheira dos Andes até o patrimônio. 

Da base, a 1,8 mil metros de altura, é possível ter a primeira visão da cidade, ou do que sobrou do complexo. No lugar de ruas, escadas, não é à toa que Sewell ficou conhecida como a cidade das escadas. A cidade não tem quadras, como foi construída em degraus, ela está organizada por um degrau central, que é o principal espaço público, a partir do qual se cria uma rede de circulação interior para pedestres que liga praças e escadas secundárias.
Sewell é o único assentamento urbano industrial de montanha de grande envergadura. É um lugar único devido as suas características urbanísticas e arquitetônicas. Foi um assentamento de alta complexidade, pois abrigava edifícios industriais e residências, clubes, escolas, teatro, igreja e um hospital. Em seus tempos de glória, esta cidade abrigava 15.000 pessoas, que a partir de 1967 começaram a mudar-se a cidade de Rancagua.
A cidade começou a ser construída em 1905, quando o governo chileno autorizou o norte americano Willian Braden a explorar a mina El Teniente. Sewell foi crescendo gradativamente e em 1968 possuía uma superfície de 175.000 metros quadrados, construída com muito engenho, audácia e esforço, dada as adversidades de levantar uma cidade em plena cordilheira.

Sewell é o primeiro assentamento de cobre no Chile, que é maior produtor de cobre do mundo, este produto sustenta 40% da economia nacional. Os primeiros trabalhadores foram camponeses que trocaram seus trabalhos por elevados pagamentos.
Para transladar quase quatro mil toneladas de maquinaria foi preciso construir uma estrada para facilitar o transporte e a comunicação entre as minas e o vale.
No final da década de 1910 o rústico acampamento foi tomando forma de uma pequena cidade, e com o passar do tempo foi construído na ladeira norte do Cerro Negro, a construção da “Poblacion Americana”, um setor de várias casas de dois pisos, ocupadas por chefes e profissionais americanos com suas famílias.
Em 1911 entrou em funcionamento o trem até Rancagua.  A Praça Morgan, era o antigo centro social de Sewell e por onde chegava o trem trazendo familiares, mantimentos e amigos dos moradores da cidade, recebidos por uma festa com direito a banda.
Durante a primeira guerra mundial a demanda do cobre aumentou e com isso o crescimento urbano, a população em 1916 era em torno de 9 mil pessoas. Em 1918 já funcionavam três escolas, um cinema que tinha filmes lançados primeiro que em Santiago, quatorze clubes e associações culturais e desportivas. Um ano mais tarde foi inaugurado “Gran Hospital de Sewell”, cujo edifício segue em pé até hoje.

A cidade possuía um complexo desportivo de primeira linha, com instalações para basquete, tênis, natação e uma cancha de boliche, além de um campo de futebol e piscina aquecida.
A construção de uma estrada moderna no início dos anos 70 facilitou o acesso à mina de cobre e ninguém mais precisava ficar isolado, foi o fim de Sewell como cidade. Entre 1968 a 1980 os moradores de Sewell começaram a mudar-se para Rancagua persuadidos com a vantagem de viver na cidade e além de serem donos das suas próprias casas
Em 1998, Sewell foi declarada Monumento Nacional. Mesmo sendo uma construção relativamente moderna, fundada no início do século 20, em 2006 Sewell entrou para a lista de Patrimônio Mundial da UNESCO.
Sewell não é uma cidade do passado, é o testemunho vivo, a cidade encravada em plena Cordilheira dos Andes é um dos lugares mais originais do mundo, uma construção única, com escassa probabilidade de repetir-se. Hoje segue viva como um museu ao ar livre e recebe turistas do mundo inteiro atraídos por sua singularidade.
.............................................................................................................................................................
» Para conhecer:
 
alt

Destaques
» Vista panorâmica dos maquinários da mina de cobre
» Estrada na montanha
» Terminal ferroviário
» Concentrador de Colón
» Praça Morgan
» Igreja
» Boliche
 
alt
............................................................................................................................................................. 
» Museo de la Gran Minería del Cobre

Criado em 2002 este museu localizado na antiga escola industrial de Sewell abriga objetos pessoais de ex-moradores, além de maquinários e vestimentas dos mineiros.
 
alt

Destaques
» Fotografias
» Miniatura da cidade
» Eletrodoméstico
............................................................................................................................................................. 
» Mina El Teniente

A maior mina subterrânea de cobre do mundo que possuí 2300 km de galerias subterrâneas, e com 300 km atualmente em uso. Os 14 andares da mina são conectados entre si por estradas subterrâneas e por gigantesco “elevadores” com capacidade para 350 pessoas. Cerca de 10 mil funcionários  trabalham 24 horas por dia, divididos em três turnos.
 
alt

» Para conhecer a mina:
 
A visita começa com a colocação de um equipamento de segurança (capacete, óculos de proteção, botas, jaqueta laranja com refletores, além de um purificador de ar e um respirador de emergência). Um ônibus faz o trajeto de 4 quilometros dentro da montanha a mais de mil metros abaixo da superfície.
 
alt

Destaques
» 11 cafeterias no interior na mina
» Sala de computação
» Sistema ferroviário
» Elevadores
» Caverna de cristais
» Moedoras de rocha
 
alt
.............................................................................................................................................................
» Caverna dos Cristais da Mina El Teniente

Repleta de cristais de quartzo, gesso e pirita, esta caverna possui pedras raras encontradas somente em grandes profundidades.
 
alt
Destaques
» Cristais translúcidos de gesso
» Cristais com mais de 8 metros de comprimento
» Caverna iluminada
 
alt
.............................................................................................................................................................
alt

A visita a Sewell e a mina El Teniente pode ser feito a partir de Santiago e Rancagua aos sábados, 
domingos e feriados. Para conhecê-la é preciso contratar excursão. São poucas as empresas que fazem esse tour.
Não são permitidos carros particulares em Sewell e parte da estrada do Cobre tem o trânsito restrito e controlado pela mineradora Codelco.

Tour Sewell e Ruta del Cobre
Pode-se escolher entre dois tipos de passeio: Tour Sewell (acampamento mineiro de Sewell) e Ruta del Cobre( Conhecer por dentro da maior mina de cobre do mundo e também acampamento mineiro de Sewell).

Para contratar excursão:
www.vts.cl

alt



Poderá também gostar de:
Globo de Neve
Para quem gosta souvenir de viagem, os snow globes são ótimas recordações do destino visitado.
Aeroportos no Brasil
Telefones dos aeroportos no Brasil.
Intercâmbio: Work Experience EUA
Quer estudar e trabalhar no exterior? O Work Experience IE Estado Unidos pode ser a opção certa.
Stingray City
Conheça Stingray City, a cidade das arraias.

Busca

Tradutor

Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Spanish