Fernando de Noronha



Fernando de Noronha | Pernambuco
 
O arquipélago de Fernando de Noronha é um Parque Nacional Marinho tombado como Patrimônio Mundial Natural da Unesco localizado a 545 km de Recife, no Estado de Pernambuco, e a 360 km de Natal, no Rio Grande do Norte. A ilha é lar de tartarugas marinhas, golfinhos, tubarões, raias, corais e diversos tipos de pássaros e peixes.
Fernando de Noronha é um destes lugares únicos no mundo, um destino imperdível em território brasileiro, sonho de consumo de muitas pessoas, principalmente de casais em lua de mel. Ideal para amantes de ecoturismo e da natureza, o arquipélago atrai mergulhadores, surfistas, e turistas do Brasil e do mundo.
Noronha é dividido em duas costas - o mar de dentro, voltado para o Brasil; e o mar de fora, voltado para a África. As praias de águas cristalinas ficam voltadas para o país, entre elas, as mais bonitas da ilha: Cacimba do Padre, Baía dos Porcos e Sancho.


 
O arquipélago é formado por 21 ilhas e ilhotas vulcânicas, sendo a do mesmo nome, Fernando de Noronha, a maior delas, com apenas 17 quilômetros quadrados e que possui a menor BR do país - a 363, com seis quilômetros de extensão. Mas lembrem-se, atrações não faltam, por isso, é muito importante se organizar para não desperdiçar nem um minuto no pedaço do paraíso.
Visitar Noronha é ter a oportunidade de conhecer o paraíso dentro e fora da água, seja em passeios de barco ou de buggy, através de mergulhos ou caminhadas em trilhas. Não é a toa que Fernando de Noronha é chamado de "esmeralda do Atlântico". O arquipélago é realmente uma pedra preciosa cravada no meio do mar.

O mergulho em Fernando de Noronha é um dos passeios mais procurados, e o snorkel é praticamente obrigatório. Já em terra firme, são muitos os passeios, um dos mais indicados para se fazer nos primeiros dias é o tour pela ilha. O passeio consiste num tour pela ilha, onde guias levam os visitantes num carro off-road aos principais pontos e praias, e assim permite ter outra visão da ilha, uma vez que nos passeios de barcos não há essas paradas, que apenas são vistas de longe. Depois, é só escolher o que mais agradou para voltar.
A beleza exorbitante do arquipélago dá uma lição ambiental e de vida a todos os visitantes. A ilha do tipo oceânico com cumes de grandes montanhas submarinas nasceu de uma erupção vulcânica, longe da terra firme.
As praias da Baía do Sancho, da Baía dos Porcos e do Leão estão listadas entre as mais bonitas do Brasil – e os morros dos Dois Irmãos e do Pico, são os cartões-postais de Noronha. Suas águas quentes, em torno dos 28ºC, seu o mar azul e verde degradê agradam surfistas, mergulhadores e admiradores de uma fauna repleta de tubarões e golfinhos.


O mais belo Parque Marinho brasileiro é considerado um dos melhores lugares do mundo para a prática de mergulho, com visibilidade de até 50 metros. A diversidade de pontos de mergulho permite passeios para todos os tipos de mergulhadores, sejam experientes ou iniciantes.
Com o objetivo de preservar a vida marinha, algumas normas são necessárias para manter o status de paraíso do arquipélago, por exemplo, leis federais controlam os deslocamentos e cobram taxas diárias pela permanência de turistas, há também uma limitação de acesso a 700 visitantes. A taxa de proteção ambiental (TPA) pode ser paga pela internet.
Quem pretende conhecer Fernando de Noronha deve ter em mente que os gastos são similares a viagem no exterior. O arquipélago é acessível apenas por avião ou navio, por isso, todos os produtos disponíveis na ilha vêm do continente, o que encarece os preços. Mas o investimento vale a pena, cada centavo gasto neste paraíso é muito bem recompensado pelos cenários em cima e embaixo d´água.


 
Neste santuário ecológico que abriga mais de 250 espécies de peixes, além de toda essa vida marinha existente, ainda é possível visitar navios naufragados próximos ao litoral – inclusive com opção de mergulho noturno.
Outra atração à parte é a viagem de avião que proporciona linda vista de cima do arquipélago, o que causa frenesi a todos que chegam e sobrevoam a ilha, um efeito conhecido localmente como "euforonha".
Atualmente três voos diários que partem para ilha, dois saindo de Recife e um de Natal, não existem voos direto de outras cidades.
Realmente o paraíso existe, fica na Terra e tem nome e sobrenome: Fernando de Noronha.


................................................................................................................................................................
 
O que fazer em Fernando de Noronha
 
Parque Nacional Marinho
Criado em 1988, com 11.270 hectares, o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha guarda uma riqueza submarina que faz do arquipélago um dos melhores pontos de mergulho do Brasil.
O arquipélago abriga cerca de 250 espécies de peixes e 15 de corais, tubarões, tartarugas marinhas, golfinhos rotatores e de aves migratórias.
Além da beleza cênica do arquipélago, uma das atrações do parque são os golfinhos rotatores.


................................................................................................................................................................ 
Passeio de barco
Este passeio marítimo saindo do Porto de Santo Antônio de manha ou a tarde tem duração de aproximadamente três horas navegando em direção das ilhas secundárias do arquipélago e passa por dez praias.
No passeio de barco é possível ter outra vista da ilha, a partir do mar, além de ter quem sabe a oportunidade de ver golfinhos rotatores (é frequente a presença de golfinhos rotadores acompanhando os barcos ao longo do percurso).
O passeio faz uma parada para mergulho na Baía do Sancho.

................................................................................................................................................................ 
Mergulho
O Arquipélago de Fernando de Noronha é considerado como um dos melhores lugares para a prática de mergulho do mundo. São mais de 20 pontos de mergulho ao redor da ilha o que permite que as empresas locais ofereçam opções de passeios para todos os tipos de mergulhadores, sejam experientes ou iniciantes.
É possível mergulhar em Noronha em qualquer época do ano, mas entre os meses de setembro e novembro as águas ficam menos agitadas e a visibilidade melhora.
Mergulhar em Noronha é ter a oportunidade de se deparar com cardumes variados e coloridos, arraias, tubarões, tartarugas marinhas, moréias, barracudas, golfinhos, esponjas e corais seja em corais mais próximos da costa ou em embarcações naufragadas mais afastadas.
São oferecidos mergulhos noturnos, mas apenas para mergulhadores credenciados. Para quem não tem prática, as operadoras locais oferecem o batismo, o mergulho acompanhado por instrutor a 15 metros de profundidade.

................................................................................................................................................................ 
Snorkeling
Em Noronha não é preciso ser um mergulhador profissional para apreciar a vida marinha, basta uma máscara e um snorkel para se divertir e se encantar com as belezas escondidas nas piscinas naturais das praias do Atalaia, Sueste e da Baía do Sancho, e nos aquários formados pelas pedras da Baía dos Porcos.
Só com a pratica de snorleling é possível ver peixes e corais coloridos, tartarugas e arraias. A melhor época para o snorkeling é entre agosto e novembro.

................................................................................................................................................................ 
Planasub
O planasub, ou “mergulho a reboque”, é feito com o uso de máscara, snorkel e prancha de acrílico e consiste em ser rebocado por barco ou lancha sobre áreas de concentração de vida marinha e naufrágios.   Criado em Noronha é uma opção para ver as belezas do fundo do mar sem a necessidade de realizar um mergulho com cilindro.

................................................................................................................................................................ 
Caiaque
Este passeio com aproximadamente duas horas de é uma rota semelhante à dos passeios de barco. A aventura começa no porto e vai até à praia da Cacimba do Padre, com parada para mergulho com snorkel. O passeio pode ser feito em caiaques para dois remadores, acompanhados por guia. Na volta, um bote a motor reboca os remadores, pois além do cansaço, o vento contra não colabora.

................................................................................................................................................................ 
Surf
Fernando de Noronha também é um paraíso para os surfistas. Entre os meses de dezembro e março a ilha se transforma em um dos melhores pontos de surf do país com ondas variam de dois a cinco metros. Em alguns dias formam-se ondas tubulares, o que faz de Noronha uma versão brasileira do Havaí. As melhores praias são Conceição, Boldró, Cacimba do Padre e do Meio.

................................................................................................................................................................ 
Snorkeling na Praia da Atalaia
Na piscina natural formada na praia da Atalaia, um aquário com 27 espécies ornamentais de peixes, esponjas, moreias, filhotes de tubarão-limão, famílias inteiras de arraias e tartarugas, plantas e águas transparentes. Devido ao seu banco de corais pertinho da areia, a praia de Atalaia é o melhor ponto de Noronha para mergulhar com snorkel.
O acesso à praia é controlado pelo IBAMA, que recebe seis grupos de até 20 pessoas por dia.  Só é possível visitar a praia com guia credenciado e com agendamento, que é feito pelas operadoras e monitorado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).
Os horários de funcionamento da piscina natural mudam de acordo com o fluxo da maré.

................................................................................................................................................................ 
Trilhas
As trilhas em Fernando de Noronha que brindam lindas paisagens. São dez trilhas principais entre dois e três quilômetros que levam a praias e mirantes. Todas são bem sinalizadas. A Trilha do Capim-Açu é a única com dez quilômetros.

................................................................................................................................................................ 
Pôr do sol
O pôr-do-sol em Noronha acontece no lado das praias do mar de dentro. As vistas mais disputadas são Conceição e Cacimba do Padre, além da Praia do Boldró, onde o espetáculo pode ser contemplado em um mirante nos arredores do Forte de São Pedro.

................................................................................................................................................................ 
Praia do Sancho - Baía do Sancho
A Praia do Sancho é Considerada a mais bonita do Brasil e uma das poucas que permite que embarcações parem para banho de visitantes, não causando danos aos corais. Além disso, é considerada um dos melhores pontos do Brasil para a prática do mergulho livre.
O acesso ao Sancho não é dos mais fáceis, sendo feito a partir do alto de um penhasco com vista espetacular de uma falésia com um mirante natural, de onde se tem uma vista deslumbrante. A descida é feita por uma escada encravada na rocha com 208 degraus que leva à areia branquinha e águas cristalinas com bancos de corais.
Além de poder apreciar a imperdível vista do Morro Dois Irmãos, na época das chuvas, entre maio a agosto duas cachoeiras se formam, uma é possível avistar a partir do mar ou da praia, e a outra é acessível por uma pequena trilha.

................................................................................................................................................................ 
Observação de golfinhos (Baía dos Golfinhos)
Um programa interessante, mas que depende da sorte é observar os golfinhos no mirante na Baía dos Golfinhos, mas para isso é preciso madrugar e chegar antes das cinco da manhã, pois é neste horário que eles costumam aparecer para alimentar seus filhotes, descansar, brincar, se reproduzir e se esconder dos tubarões e se abrigam até o pôr do sol.
Eles vêm em grupos, que podem ser de três a 200, e chegam a somar 600, 800, num dia só.
biólogos do Ibama, do Projeto Golfinho-rotador se revezam e ficam de plantão no local
Os golfinhos rotatores costumam acompanhar os barcos de passeio, na verdade é a sua forma de "despistar" as embarcações e afasta-las das áreas de descanso.

................................................................................................................................................................ 
Baía do Sueste (Mergulho com tartarugas)
A praia da Baía do Sueste é frequentada por tartarugas marinhas e abriga o único mangue de ilha oceânica.
Localizada no mar de fora a Praia e Baía do Sueste possui mar tranquilo, esverdeado, areias macias e claras. Esta pequena baía é perfeita para ver tartarugas, pois é um dos principais locais de alimentação das tartarugas marinhas que buscam comida nos recifes de corais. Além de tartarugas é possível ver tubarões e centenas de espécies de peixes em um simples mergulho com snorkel.
Por estar localizada dentro do Parque Nacional Marinho, o mergulho só pode ser realizado nas áreas indicadas. Do lado direto da praia que é mais raso e não é permitido ficar em pé, por causa dos corais, ali só é possível mergulhar de colete e de nadadeiras.

................................................................................................................................................................ 
Praia do Leão
A praia do Leão tem esse nome devido a uma grande pedra que lembra um leão-marinho deitado. Considerada a terceira praia mais bonita do Brasil, com águas azuis e verdes, com areias claras e pedras que formam piscinas naturais. O local também é o preferido das tartarugas marinhas que desovam no período de janeiro a junho e é supervisionado pelo Projeto Tamar.

................................................................................................................................................................  
Bar do Cachorro
O animado forró reúne nativos e turistas e não tem hora para terminar.

................................................................................................................................................................ 
Baía dos Porcos
A Baía dos Porcos é considerada a segunda mais bonita do Brasil com faixa de areia estreita e muitas pedras que formam piscinas de águas transparentes de coloração variada. O paredão altíssimo e a vista do Morro Dois Irmãos completam o visual.  Excelente para mergulho e prática de snorkel.

................................................................................................................................................................ 
Ilhatur
O passeio de buggy dura o dia inteiro e leva à maioria das praias do arquipélago, com paradas para mergulho.  Passa pela Baía do Sancho, Baía dos Porcos, Cacimba do Padre, Porto, Sueste e finaliza com o pôr do sol no Mirante do Boldró, além de passar pela Vila dos Remédios.

................................................................................................................................................................ 
Ponta das Caracas
Situada entre a Praia do Leão e a Baía do Sueste, Ponta das Caracas abriga muitas piscinas naturais em sua ponta rochosa, com peixes coloridos, arraias e cações. Mas, devido ao perigo da descida, o banho está proibido.

................................................................................................................................................................ 
Enseada da Caieira
Esta enseada íngreme exige cuidados ao caminhar e abriga muitas piscinas naturais em meio a dunas, com intensa vida marinha.

................................................................................................................................................................ 
Buraco da Raquel
A descida às piscinas naturais não é permitida
Nas proximidades da enseada da Caieira, está o Buraco da Raquel. Diz a lenda que Raquel era filha de um comandante militar que se refugiava no local durantes crises de depressão. Mas há controvérsias: outra versão, conta que Raquel, de fato, procurava o lugar para encontros amorosos. A região conta com uma série de piscinas naturais, mas o banho é proibido, para preservar as espécies marinhas que lá vivem.

 ................................................................................................................................................................
Ponta da Air France
Na ponta norte da ilha, onde se encontram os mares de dentro e de fora, a capela de São Pedro dos Pescadores serve de rico mirante para ilhas desertas. Na região histórica onde franceses se instalaram na década de 20 o banho não é permitido e fica exatamente no ponto onde se encontram o mar-de-dentro e o mar-de-fora.

 ................................................................................................................................................................
Baía e Porto de Santo Antônio
Seu ancoradouro natural é utilizado para descarga de embarcações. Há uma embarcação afundada no porto, o navio grego Eleani Sthatathos. Isso faz com que este seja um dos locais mais procurados para mergulho livre.

................................................................................................................................................................ 
Praia da Biboca
A Praia da Biboca é proibida para banhos de mar, mas imperdível para caminhar na maré seca, pois oferece uma linda paisagem, abrigando ainda vestígios de naufrágios.

................................................................................................................................................................ 
Praia do Cachorro
É a mais próxima da Vila dos Remédios e oferece boa infraestrutura turística, seu nome vem de uma antiga fonte de bronze com cara de cachorro que não existe mais.  A Praia do Cachorro é um convite ao banho de mar, águas cristalinas e um visual paradisíaco, fazem dessa praia uma atração imperdível em Noronha. Também ocorrem nesta praia feirinhas típicas.

................................................................................................................................................................ 
Praia do Meio
Entre as praias do Cachorro e Conceição, a Praia do Meio possui cerca de 270m de extensão, com mar de águas calmas e cristalinas, além de piscinas naturais nas pedras. O banho é proibido durante a ressaca.
Ótima opção para o mergulho livre, tendo como atração a pedra do Pião, um monumento de rocha que equilibra uma grande pedra em uma pequena coluna.

................................................................................................................................................................ 
Praia da Conceição ou de Italcable
A Praia da Conceição possui aproximadamente 1.100m de extensão, é ideal para banho, tem fundo de areia e fica bem próxima a Vila dos Remédios.
Na maré mansa a praia é tranquila, com um grande trecho de areia rodeado de coqueiros. Nas marés altas, é procurada por surfistas.

................................................................................................................................................................ 
Praia do Boldró
A Praia do Boldró abriga as ruínas do Forte de São Pedro do Boldró, no alto da falésia, com uma extraordinária vista e que servem de mirante para apreciar a praia do Boldró e também o pôr-do-sol. Na maré seca é boa para caminhadas e ótima para o surfe nas marés altas.   Caminhando pelas pedras pode-se chegar à praia do Americano.

................................................................................................................................................................ 
Cacimba do Padre
A praia da Cacimba do Padre é dona do visual mais famoso da ilha com vista ao Morro Dois Irmãos, o cartão postal de Noronha. A praia com 480m de extensão possui mar azul e areias claras e fofas.
Cacimba é uma boa opção para o mergulho de apnéia, além disso, é a praia preferida dos surfistas, considerada o Havaí brasileiro e também local de desova de tartarugas marinhas. Dali, pode-se ir andando, na maré baixa, até a praia dos Porcos, de onde se pode ter uma vista mais de perto dos morros, subindo-se num pequeno monte em frente a eles.

................................................................................................................................................................ 
Ponta da Sapata
Ponta da Sapata é o encontro de duas pedras que formam um desenho semelhante ao mapa do Brasil.

................................................................................................................................................................ 
Museu dos Tubarões
O Museu Tubarões é um espaço que expõe arcadas dentárias das espécies comuns no arquipélago, até joias elaboradas com dentes e esculturas. Quando a maré está cheia, é possível observar pequenos tubarões na orla em frente ao museu. No restaurante do museu  é possível provar o bolinho de tubalhau", a "empada de tubalhau" e a "salada de tubalhau", todos feitos com o tubarão seco e salgado.

................................................................................................................................................................ 
Museu da Tartaruga Marinha
Criado pelo Projeto TAMAR, o Museu Aberto da Tartaruga Marinha de Fernando de Noronha abriga exposições permanentes dedicadas ao animal, que explicam seu ciclo de vida, as ameaças à sua sobrevivência e características biológicas.  Há também réplicas em tamanho real das cinco espécies que vivem no Brasil e de diversos outros animais marinhos.

................................................................................................................................................................ 
Museu da Energia
Este museu situado dentro da Usina Tubarão (de Energia) conta a história do abastecimento de energia na ilha.

................................................................................................................................................................ 
Tubalhau
O tubalhau é um dos pratos típico da região, os mais populares são o  filé de tubarão salgado e prensado e o bolinho de tubalhau. Não apenas o filé é aproveitado, mas também as vísceras, das quais se extrai o óleo de fígado de tubarão; as barbatanas, que são usadas para preparar uma sopa afrodisíaca; os dentes e as vértebras se transformam em brincos, colares e pulseiras; e o couro rende bolsas e sapatos. As espécies de tubarão encontradas na área que podem ser pescadas são os: bico-fino, tigre, cabeça-chata e martelo. Mas todas só são retiradas do mar fora da área do Parque Nacional Marinho.

................................................................................................................................................................ 
Vila dos Remédios
As construções histórias preservadas da Vila dos Remédios consiste em um centrinho nos arredores da igreja de Nossa Senhora dos Remédios, construída em 1772 pelos portugueses, além de abrigar a sede da administração da ilha – o Palácio de São Miguel -; as ruínas tombadas da Fortaleza de Nossa Senhora dos Remédios, erguida pelos portugueses no século 18; e o Memorial Noronhense.

................................................................................................................................................................ 
Fortaleza de Nossa Senhora dos Remédios
As ruínas do Forte de Nossa Senhora dos Remédios do século 18  garantem um belo pôr do sol com vista para os Dois Irmãos e o Morro do Pico.

................................................................................................................................................................ 
Palácio de São Miguel
O Palácio de São Miguel é a sede da administração de Fernando de Noronha e foi construído em 1948. O casarão em estilo colonial possui um vitral com a imagem do arcanjo São Miguel, em tamanho natural.

................................................................................................................................................................ 
Centro de Visitantes do Parque Nacional Marinho
O Centro de Visitantes do Parque Nacional Marinho abriga o Museu Aberto da Tartaruga Marinha do Projeto Tamar de Fernando de Noronha que recebe cerca de 40 mil visitantes por ano. Painéis explicativos apresentam as características biológicas das diferentes espécies de tartarugas marinhas. Além disso, na praça temática, podem ser apreciadas réplicas em tamanho real das cinco espécies de tartarugas marinhas e de outros animais marinhos.

................................................................................................................................................................ 
Vida noturna
Os agitos noturnos começam cedo, com as palestras diárias no Centro de Visitantes – sede do IBAMA e do Projeto Tamar. Dali, a pedida é seguir para o forró do Bar do Cachorro ou no Bar do Mirante do Boldró.
Nas noites e lua cheia é comum acontecer luau na praia da Conceição, organizado pela barraca Duda Rei.


................................................................................................................................................................

Busca

Tradutor

Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Spanish